O resultado de cada projeto, carrega traços de diferentes perspectivas, quase que é possível fazer uma analogia ao ser humano, no sentido de que cada pessoa leva uma bagagem que se desenvolve no decorrer de sua vida, contando com a soma de todo conhecimento cultural, histórico, as experiências a qual se submete entre diversas outras coisas. 
O que quero dizer com isso é que desde as primeiras conversas até a concepção visual de um projeto, muita coisa acontece. Muita conversa, idéias ruins e boas, pontos de vista que geralmente, só quem participa do projeto tem a oportunidade de acessar.

Neste projeto, aplicamos a metodologia da Rota - Plataforma Estratégica de Marcas para conseguir encontrar qual seria a melhor tradução visual para os valores e a proposta da empresa no mercado.

Foi um grande desafio, até por que é uma marca atua em um segmento bem específico, manutenção e construção de torres de resfriamento. Uma daquelas coisas que eu nunca tinha parado nem sequer para observar antes de ter contato com a marca.

Traçamos um caminho baseando-se em cada produto que a metodologia nos ofereceu e principalmente na conexão entre cada um deles.

Mas acredito que para te trazer para a realidade do processo criativo, mesmo que de forma breve, o propósito é a maior ferramenta que tenho, por isso, vou explanar a partir dele, de seu significado e depois como conduzimos (quando falo assim no plural, é por que este projeto foi desenvolvido em grupo: Eu (Felipe Roberto), o Felipe Santos (@santxfe) e a Camila Maximo.
Propósito

Criar oportunidades através do conhecimento.

Foi difícil chegar a algo que fizesse sentido, mas preferimos seguir a base da definição de um propósito, levar mais em consideração o impacto que a marca causa do que o segmento de atuação ou o trabalho propriamente dito.

Este propósito fala muito sobre a dificuldade que a empresa vive sobre mão de obra, que a maioria dos colaboradores aprende a trabalhar, trabalhando. Fala também sobre a quantidade de portas que se abrem pelo domínio real de conhecimento específico, que muitas vezes o cliente da marca não faz ideia de qual é a real solução que ele precisa, isso cria espaço para empresas se aproveitarem da situação, mas no caso da Acqua, cria oportunidade para iniciar uma relação forte e fiel, pois um dos princípios da empresa é cobrar e realizar somente o que irá solucionar, nada a mais, nada a menos.
Tradução

O primeiro ponto que levantamos foi a água, já que é o produto que cada torre de resfriamento tem em seu interior e também a responsável pelo nome da marca (mesmo que em italiano, é algo de fácil compreensão).

Entendemos que a água é matéria natural, presente em todos os seres vivos. Mas ai encontramos um problema, nós não queríamos desenhar uma torre, ou fazer gotinhas de água, ou qualquer outra coisa que fosse tão óbvio. Nosso desejo, em comum com o do cliente, era desenvolver um símbolo simples, mas único e que tivesse um significado um pouco mais implícito.

A partir da água chegamos a palavra vida, portanto nos questionamos: Qual outro elemento representa a vida?
Entendemos que a geometria sagrada, regra matemática presente em todos os seres naturais e tão comum entre designers e arquitetos na busca por harmonia, era o que buscávamos.

A geometria sagrada é representada por uma espiral.

Nossa solução para o símbolo foi criar uma letra A minúscula, baseando-se na espiral e preencher o espaço negativo com azul, para fazer a referência a uma torre vista de cima com água em seu interior.

Abaixo você pode ver o resultado deste projeto em seus termos visuais.